quinta-feira, 18 de março de 2010

SEGURANÇA PÚBLICA?! A ONDEE??? (parte I)

O teminha danado di tão batido por governos e mais governos, que continua no mesmo discurso e a realidade cada vez pior. Basta ver as discrepâncias; a começar no seio político, o mais combalido de todos os tempos se estendendo até o inatingível judiciário, nas figuras dos senhores magistrados, promotores e advogados. Não fosse trágica a situação, seria cômica. Aliás, em falando no judiciário, processos e sentenças que se arrastam por anos a fio, pela lerdeza e alguns interesses que não condizem com a justiça. Quer dizer, quando se trata dos bacanas! Porque o Zé ou a Zeza furtam uma margarina e vão direto pro casarão. To mentindo? Quer ver? Onde tá Lalau e os cento e vários milhões que roubou na cara dura? Tá em casa, prisão domiciliar. Tadinho, tá dodói! Mas, quem deve tá muito bem di saúde são os milhões, que a esta altura do campeonato já deve ter entrado na partilha dos bens para os filhos. E os juízes vendedores de sentenças? Promotores também envolvidos em falcatruas e até pedofilia? Advogados mulas e garotos de recados de trafís? (estes, até puxam um corretivo). Isto é só pra apimentar o verbo, pois quem deveria promover a justiça como um todo, está tão corrompido quanto um marginal qualquer. Não são todos é claro! Péra ae, e as polícias? Delegado, inspetor e até escrivão na folha de pagamento do crime organizado. A militar também tá na função. Mais uma vez: não são todos, mas denigrem a imagem dos bons policiais. (Sem falar muito nos inquéritos mal feitos que podem aniquilar a vida de um ser). Pra saber: “cerca de 77% dos crimes de toda a sorte envolvendo policiais civis, denunciados na corregedoria não são solucionados”. E o sistema prisional? Diretor de presídio e agentes penitenciários metendo a mão, tanto na grana, quanto nas mulhe dos apenados e fazendo vista grossa pra bandidagem di poder econômico que pagam pedágio pra ficá mais liberado no casarão? Quem sabe seja por isto que o assunto de privatizar os presídios, proposta feita há muito pela associação dos jovens empresários de P. Alegre, tenha ido pro fundo da gaveta, afinal, a grana que rola só pra manter um preso, é algo considerável. Continuando: E a Georgina, fraudadora do INSS, que se não me engano, já morreu? Mas a grana; de-sa-pa-re-ceu! Ela é apenas um exemplo dos muitos na lista dos fraudadores só deste órgão. No seio político, aqui perto, em Canoas, Chico Fraga, ex-chefe de gabinete, no caso das merendas escolares. E Maluf? E Pita que já subiu; se é que foi pro céu? E o mais recente caso Azeredo? Ainda tá preso é verdade, mas é muito mais por conta de como o supremo vai lidar com a opinião pública e com a OAB, do que pelas safadezas do bacana. Ufa, haja página pra escrever os nomes dos malandros do colarinho branco e dos que usam as insígnias do poder.


Talvez você esteja perguntando: mas o que isto tem a ver com segurança pública? E eu respondo: Muiiitooo! “Porque é por aí que deveria começar a justiça e se estender a segurança pública”. Agora, por que tudo isto está acontecendo, a luz do dia ou na calada da noite? Porque o Zé e a Zeza, sabem tudo sobre o time deles, do campeonato, da escola di samba, du carná, du BBB, das novelas e tudo que é pra não pensar. E não sabe nada, sobre; Constituição Federal, Código Processual Civil, Penal e outros tantos mecanismos que o tirariam das trevas da ignorância. Aí, né mermão, tem qui tomá choque.

Pra terminá, pra pensá: Dentro do que narrei nesta primeira parte do verbo, por que você acha que a marginalia nasce e cresce como ratazana todo o santo dia?...(Continua).

Nenhum comentário:

Postar um comentário