sábado, 15 de setembro de 2012

Dilkin e sua troupe: Estelionatários Eleitorais

Dilkin parece estar com o diabo no coro. Ele não respeita nada e nem mesmo a ninguém. Para tentar se reeleger, negocia com quem quer que seja. Seja, com evangélicos, católicos, batuqueiros e por aí vai. Mentir, é sua palavra de ordem e mente até sair lágrimas dos olhos. "Lágrimas de crocodilo". Tem comprado algumas associações, que em verdade, as comunidades deveriam se valer do Ministério Público, posto que, este não é o objeto de uma entidade desta natureza. Tem intimidado e ameaçado pessoas nos direitos básicos, porque
se pronunciam dentro do processo democrático e da própria liberdade de expressão. Para alguns, José Waldir Dinkin, ainda é o coitado que não é político e que está sendo enganado. Esta é outra mentira que ele com naturalidade sabe tomar proveito para si, quando em verdade, trata-se de um déspota, sem escrupos, moral e princípios éticos. Estas fotos, postadas no Facebook e muito prodigiosa, da mesma forma que, humorista, retra uma realidade incosteste do que de fato vem acontecendo e, para a decepção de muitos, nem mesmo o legislativo que deveria cumprir com seu muito papel importante de legislar e ser imperial fiscalizando com rigor os atos do executivo, no entanto, baixou a cabeça, fazendo vista gross e ouvidos de mercadores.
Dilkin e sua troupe vem desde 2028, praticando estelionatos eleitorais constantes e nem mesmo o Ministério Público que também deveria fazer sua parte, até o momento não o fez e não o fará.
Sem um pingo de honradez ou mesmo ética, Dilkin trafega como se fosse ele o rei todo poderoso da cidade.
Usa e abausa do que é dinheiro do contribuinte, inclusive o carro oficial da prefeitura usou para uso pessoal, vem acumulando BOs e processos contra a pessoa dele, sendo que alguns recaíra sobre o cofre público e mesmo assim, ainda dão passagem a um ser que se tornou despresível para muitos.
Em 2008, o PMDM do então Sergio Schu que hoje está no PSD de Cassab, usou a figura de Dilkin para chegar ao poder. Chegaram em verdade por um descuido da então situação há época, mas, o objetivo, era que Schu logo, logo, pudesse dar as cartas. O tiro saiu pela culatra, porque dentro do próprio PMDB, PV, DEm, PP, PPS, PDT e PV começaram as intrigas internas e Dilkin rompeu com seu criadores.
Sérgio, mesmo não tendo mais espaço, ainda assim, não teve a dignidade de renunciar, preferindo ficar recebendo seus proventos de vice, sem fazer, absolutamente nada e agora acredita que poderá se eleger vereador. Ledo engano.
Agora em 2012, mais um golpe e desta vez, pela ala restante do PMDB, onde na maior cara de pau, o velho Dudu juntamente com o filho, além é claro dos muitos que ocupam cargos, fizeram mais um golpe eleitoral e a filha e irmã Ivete, é vice de Dilkin, quem em verdade, detesta a todos, mas, como sua situação perante a justiça está cada vez mais caótica, tentar a reeleição poderá ser uma porta de salvação, nem que seja por um curto espaço de tempo.
Mais uma vez também, a idéia é jogar Dilkin para um canto e os Godoy assumirem definitivamente o poder como se fossem coronéis.
As mazelas estão acotencedo até mesmo a luz do dia e a que poderia ser chamada de oposição, não faz absolutamente nada, nem mesmo o PT.
Já o PSB, não fosse ter hoje Plínio com canditado a prefeito, segundo o próprio dirigente do PSB, Marco Gomes, teria se coligado com o PSDB, na intenção de sua saga, liquidar com o PT.
Há que se dizer no entanto, que todos os que compões esta coligação se beficiaram em muito na administração Toco. Outros partidos, estiveram na administração Dilkin e foram mandados embora. Magoados, eles querem Dilkin fora. Ou seja: Uns, mesmo se locupletando das mais diversas formas na administração Toco, hoje o declaram como inimigo. Já os que estiveram com Dilkin e isto inclui Longaray que está no PSD de Rosani e Schu, também nutrem o mesmo sentimento em relação a Dilkin.
No PSB, está outro "magoado", Getúlio Fontoura, um estelionatário em verdade, que foi rejeitado por Dilkin e como publicou o Jornal Suplemento, com fala mansa, tenta escoder seu passado, mas, para quem o conhece, não quer sequer saber do nome dele e, por incrível que pareça, é o conselheiro de Plínio. Diz que é candidato a vereador, mas em verdade, caso Plínio ganhe, quererá mesmo é um cargo dentro do executivo.
A população está se enganando com a coligação Plínio/Rosani, eles não estão com olhos voltados para a cidade e sim em cumprir com seu estatuto maior: liquidar o PT, os magoados com Toco e o PSDB, os magoados com Dilkin. Esta é a verdade.
Mas, a outra verdade: quem não está nada confotável com esta situação, é o PCdoB, sendo que este quer sim, tirar Dilkin do poder por seus muitos mandos e desmandos. Porém, em relação a coligação, ainda estão dentro porque de acordo com a legislação eleitoral, não podem sair mais.
O dia de ir as urnas está se aproximando, mas, ainda tem muita água pra rolar e muitas surpresas poderão acontecer e o cenário que parece estar definido, está em verdade em constante flutuação e nada está definido.
Quem viver, verá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário