sexta-feira, 30 de novembro de 2012

JUÍZA ROSELI IGNORA A LEI E FAVORECE A ATUAL ADMINISTRAÇÃO

Numa movimentação relâmpago a advocacia do município ingressou com uma ação no dia 26/11 para pedir a juíza Roseli a retirada dos manisfestantes que se encontravam acampados no PAC aguardando uma solução para o problema das casas prometidas por Josér Waldir Dilkin e Ivete em campanha e também por Tarcísio que disse que a palavra dele era uma só e que tiraria do próprio bolso R$ 3 mil todo o mês para ajudar as famílias até as casas ficarem prontas para recolocá-los.

O motivo da ação deu-se em razão da atual administração querer decorar o espaço para as festividades natalinas, o que em verdade não passa de hipocrisia e um enorme engodo, posto que, todos sabem que não há dinheiro para nada, quer dizer; para fazer impressionismos e agraciar os amigos do 'rei', quem sabe!

A juíza que já havia pego este pessoal no contrapé, que os chamou para uma audiência e sequer ouviu os motivos destes por causa da invasão, (segundo eles), madou providenciar a desocupação das casas inacabadas dando direito ao município, acolheu mais esta ação na data citada, sendo que a intimação foi expedida no dia 27/11 e no dia 28/11, pela manhã, o oficial de justiça já estava entregando a mesma no PAC, intimando Clarivane Amaral e todos os que se encontrassem no local, para a audiência marcada no dia 29/11 às 15:30 horas e, estamos conversados.

A ação denominou-se: crimes contra a ordem pública e a autoria; a justiça pública. E a petição feita pelo jurídico da prefeitura, como de praxe nesta administração, recheada de mentiras e manobras e pelo visto na inicial, não constava como liminar e mesmo que constasse, a juíza deveria respeitar a lei que ela mesma profere para tantos outros casos e que deve ser oferecida para qualquer um, que é o prazo legal de no mínimo 5 dias para constestação. Isto não aconteceu.


A doutora Eliana Matté foi acionada e ingressou com o pedido desta natureza, pedindo a observância do prazo e a transferência da audiência. Não obstante, anexou ainda: BO contra o guarda municipal Vieira, que está achando que tem um poder que não lhe é conferido e vinha com constância intimidando e humilhando o pessoal no local; o áudio e o documento onde Tarcísio e a advogada Márcia se comprometem em resolver o problema; a ficha de inscrição no programa habitacional e um laudo médico, pedindo ao município providências para acolher um cidadão que também está a espera de sua casa e encontra-se com a saúde debilitada.

Ela pediiu também a reintegração das famílias aos imóveis ou que estas permanecessem no local até o final do processo. Mas, pelo visto, nada disto a juiza levou em consideração, se é que se deu ao trabalho de avaliar a juntada de documentos com olhos de justiça e manteve a audiência ou seja: foi como se não houvesse um pronunciamento da parte processada e correu a revilia.

O absurdo foi tão grande que o foro ligou para a doutora Eliana Matté avisando da decisão da juíza e de certa forma, querendo que ela se desse por intimada por telefone. É claro que ela ignorou isto!

A verdade no entanto, é que o impasse está formado e a juíza Roseli, ignorou a lei e favoreceu a atual administração. Neste sentido, a população fica cada vez mais receosa e começa a acreditar no que dizem ter dito tanto Waldir quanto Dudu; de que isto, sobre cassação, não vai dar em nada.

Já que a juíza se solidarizou tanto com uma petição recheada de mazelas, quem sabe este ano ela apareça de braços dados com o 'prefeito', entregando cestas básicas dizendo que o judiciário também faz seu trabalho social, como fez ano passado quando chamou a imprensa e Duduzinho Assistência Social, foi o contemplado para distribuir as cestas básicas oriundas das penas alternativas aplicadas pelo judiciário.

E a outra verdade é que: ambos os eventos natilinos além de serem um ato hipócrita, pois, se este espiríto se fizesse presente, era para ambas as partes chegar a um consenso e resolver primeiro o problemas destas famílias, o que não aconteceu.

Em sendo assim, quando entoarem cânticos e gestos natalinos, é certo que Jesus Cristo repudiará tal ato, porque o que aconteceu e está acontecendo em Estância Velha, é simplesmente ver-go-nho-so e para piorar, com a conivência daquela que deveria ser a balizadora da justiça; a doutora juíza: Roseli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário