quarta-feira, 28 de novembro de 2012

NOVA LEVA DE ÁUDIOS COMPLICA AINDA MAIS A VIDA DE DILKIN E IVETE

O áudio que já foi entregue a justiça, que já foi degravado, que está com o promotor Charles, já é uma bomba atômica na cabeça do atual prefeito. Agora, mais uma leva contendo pelo menos quatro áudios, não deixam dúvidas sobre a compra de votos em troca de casas e também a oferta de dinheiro pelo mesmo motivo.

Numa das conversas, é dito que Waldir Dilkin e Ivete, passaram as mãos de uma das que é tesmunha, a quantia de R$ 500 e depois mais R$ 1 mil para pagar o famoso complemento para ter acesso as casas.

Na sequência das falas, Waldir Dilkin e Ivete, teriam ido ao local e, conforme está gravado ele entrou brabo numa casa e questionou o porquê de algumas famílias ainda não estarem dentro das casas, se a ordem dele foi de que fossem tiradas outras que não estavam pagando para colocar estas.

Também no áudio, está clara a oferta de dinheiro para assegurarem a compra de votos e ainda é falado o quanto outros receberam para este fim, sendo que uma destas pessoas, que não das casas, teria recebido cerca de R$ 5 mil para levar elitores as urnas e votar nos candidatos.

O conteúdo é extenso e não deixa dúvidas sobre mais este crime eleitoral cometido pelos que insistem em se dizer transparentes.

Os áudios já estão em mãos da doutora Eliana Matté, que encaminhará ao promotor Charles.

Desta forma, com o que já foi juntado e peticionado, mais estes áudios e outros que ainda estão por vir, a situação de Waldir Dilkin e Ivete se complica mais ainda e, por outro lado, coloca cada vez mais em cheque a magistrada Roseli e se ela não quiser problemas que irão de encontro a sua magistratura, é certo que acolherá as denúncias que o promotor Charles está tendo todo o cuidado de produzir provas irrefutáveis e pedir o afastamento do atual prefeito do cargo e, em sendo assim, não será diplomado.

Cabe salientar, que o abaixo assinado continua circulando e já passam de 1.500 assinatura, o que com certeza coloca mais ainda a juíza Roseli em cheque, uma vez que todo o processo virá reforçado com o desejo da população em não querer mais José Waldir Dilkin no poder.

Para completar, atendendo a lei de responsabilidade fiscal, a atual administração está se vendo em polvorosa para tentar fechar as contas. No entanto, tal, está muito longe de acontecer ainda que estejam cortando todos os gastos posíveis, até mesmo os que deveriam ser mantidos a fim de manter os serviços e isto inclui, o atendimento no HVG. Por outro lado, não são poucos os prestadores de serviços que chegam a estar com cerca de seis meses de atrado em seus pagamentos.

Mesmo que a atual administração alardeie que pagará a todos, terá de contornar um outro problema; a folha de pagamento, que, em se tratando de dezembro, pode chegar a R$ 20 milhões do orçamento, pois inclui décimo terceiro, salário do mês e férias.

Sem este recurso e com uma dívida ainda na casa dos R$ 9 milhões, não há como acreditar que tudo será resolvido. Neste caso, além do afastamento, José Waldir Dilkin deverá responder por improbidade administrativa, que será o caminho que o levará a ser cassado.

A doutora Eliana Matté acredita que dá forma como estão sendo conduzidos os trabalhos no campo judicial, é certo que não haverá como o atual prefeito escapar das denúncias aos quais está sendo imputado, assim como sua vice Ivete. Mas, ela disse também, que em sendo o desejo da maioria da população, esta também deve se manifestar e isto inclui as redes sociais.

Para ela, que tomou conhecimento de que a atual administração busca sorrateiramente ou claramente intimidar as pessoas, isto também é crime e se alguém for tolhido de seu direito de liberdade de expressão deve procurar os órgãos de justiça e denunciar, afinal, vivemos num estado laico, democrático e de liberdade de expressão e ninguém deve ser intimidado ou temer tal ato criminoso. Concluiu ela.

Um comentário:

  1. Este é o prefeito que os Estancienses escolheram para manda na cidade ,que alias antes com o comando dele ja tava uma droga,imagina agora então.voces que votaram nele engulam ele agora .

    ResponderExcluir