quarta-feira, 8 de outubro de 2014

IMPRENSA MARROM, REDES SOCIAIS E PODER ECONÔMICO: A BABEL DO SÉCULO XXI

É impressionante e isto todos sabemos, quer dizer; nem todos, que a mídia levanta e derruba qualquer um.

No RS, a afiliada da Rede Globo, RBS, manipulou as pesquisas que davam como certo a ida de Ana Amélia Lemos para o segundo turno do pleito, mas, 15 dias antes, a candidata do PP simplesmente despencou e a máscara caiu e veio a tona os números de Ivo Sartori, que ainda que o PT lute com unhas e dentes o candidato do PMDB, está eleito governador do estado.

Este desenho começou no primeiro debate promovido pela TV-COM com transmissão da Rádio Gaucha e ficou evidenciado pela postura do candidato, que seria ele o calcanhar de Aquiles do PT, seria também a reprise do feito de um dos piores governadores do RS Rigotto, que, com fala mansa e coraçãozinho como slogan, andou pela margem do pleito e se sagrou governador.

O problemas maior no entanto, ao qual estamos enfrentando, é o fato de que o Robin Hood dos famigerados, (PT), de uma hora para outra virou vilão e até os milhões de beneficiados em programas sociais de toda a sorte estão contra seu defensor. 

As redes sociais estão repletas de posts que acenam para o extermínio do PT como se fosse este o inimigo número 1 do povo brasileiro e, de repente, a confusa Marina Silva, aparece como uma terceira via e Aécio Neves, poderá ser o Salvador da Pátria, como se este não tivesse um passado presente tão nebuloso e corrupto quanto o que dizem do PT.

Dizem que o povo quer mudanças, mas basta ver a composição apenas da Câmara Federal e veremos que a maioria, inclusive envolvida em corrupção, voltou a cena por mais quatro anos.

Renan Calheiros, que deixou o cargo para não ser casado, foi reconduzido a casa pelo povo de seu estado com mais de 1 milhão de votos, mas, o PT, é o vilão da fatídica história política do Brasil, orquestrada pela elite que planta factoides, que compra testemunhas, que inventa dossiês e assim por diante.

A elite está muito irada e, como Satanás, brada pelos quatro cantos do Brasil pregando que o PT é o inferno de tudo e de todos e que precisa ser extirpado do seio da nação e neste sentido, a representação do poder econômico se faz mais do que presente.

O PT evidentemente está amargando por sua arrogância, por ter dado as mãos e se dado em casamento com aqueles que nada e nunca tiveram a ver com a cartilha primeira do partido, motivo este que Luciana Genro a exemplo, foi expulsa.

O tal mensalão do PT até o momento nada foi de fato comprovado e isto é verdade e o maior responsável pela catástrofe petista chama-se Barbosa, aquele ministro, que se aposentou e que já sinalizou um cargo caso Aécio neves seja eleito e é o mesmo que mandou arquivar o mensalão do PSDB.

O PT não é a oitava maravilha do mundo, mas, ver pessoas sem instrução, sem condições econômicas que, de alguma forma foram beneficiadas pelos programas sociais do governo, agora, pela forte pressão da imprensa marrom, redes sociais e poder econômico voltarem-se contra aquele que os tirou da miséria plena, revolucionou o sistema de ensino superior e etc, etc e etc, é sim uma Torre de Babel, onde ninguém mais se entende, ainda que falando a mesma língua.

Se este cenário perdurar e, por conta disto, Aécio for eleito, é certo que a maioria deste tal povo brasileiro, analfabetos políticos, cairão em um arrependimento sem fim.

O PT está com sua estrela cadente, mas este não é o momento para mudanças principalmente da forma como está sendo orquestrada pela elite, que se mostra como cordeiro que por debaixo está o lobo feroz, faminto e com muita raiva, porque um, vindo do semi-analfabetismo, fez o que eles, a elite, nunca teve capacidade ou, na verdade, interesse em fazer pelos menos favorecidos, a não ser por seus pares.

Ainda assim, saldemos e queiramos a continuidade do processo democrático mesmo com suas muitas distorções.