quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

ESTÂNCIA VELHA: PREFEITURA, A CASA DO TERRORISMO E DO ABUSO DE PODER


Não é de hoje que A Voz vem denunciando os muitos abusos de poder dos que se dizem estar no poder. Sim, se dizem, porque quem tem o poder e sabe usá-lo, não precisa da prática do terrorismo e outros artifícios malévolos para impor o silêncio e a submissão. 

É óbvio, também, que tal prática é o resultado do medo de que as muitas falcatruas cometidas sejam denunciadas ou que alguém não concorde com as mazelas cometidas.

Recentemente, A Voz, recebeu uma informação sobre o gasto com os 'enfeites' de natal e, pela informação, as compras feitas pode dar o que falar.

O diretor de A Voz, havia questionado o vereador Carlito Borges sobre o assunto antes mesmo de receber esta informação e sugeriu ao vereador que fizesse um pedido de informações tanto sobre os gastos quanto sobre os materiais que sobraram do natal anterior, afinal, é coisa pública e se deve saber onde foi parar e etc.

Mas este artigo não tem o interesse em abordar este tema agora, até por que, já é deveras conhecida a incapacidade da Câmara de Vereadores em fiscalizar os atos do Executivo Municipal.

A Voz tomou conhecimento de que alguém fez um post no FACEBOOK e, alguns funcionários, concursados, compartilharam. Por conta disto, estes, e ao que consta, são seis, foram afastados das atividades.

A Voz vêm neste blog, não apenas denunciar, mas repudiar tal atitude que fere severamente a liberdade de expressão e dizer que na casa do terror e adjacências, está cheio de usurpadores de toda a sorte, (inclusive do direito inconteste àqueles que querem se manifestar), mas são amordaçados, ameaçados e até trocados de lugar para não incomodar.

Estes usurpadores, estão com seus dias contados e todos serão punidos. Todos, sem exceção, e muitos com certeza, terão de deixar a cidade posto a vergonha que irão passar pelo muito mau que tem causado pelo completo abuso de poder.

Os usurpadores fazem isto, porque tem medo, é como o ladrão que mata a vítima ao reagir ao assalto; ele está com medo.

A atitude destes que estão no poder; é de covardes, prevalecidos e imorais, que somem com o dinheiro público e não aplicam na cidade, mas estão aplicando em negócios paralelos, reforma ou compra de casa, carro e etc.

Eles temem o que lhes pode acontecer, mas, não temem ainda, em reprimir aos que não concordam com o descaramento deles.

Estes que foram afastados, A Voz com certeza está do lado deles e entende que estes não devem ficar calados e sim procurar seus direitos e denunciar o abuso de poder.

Mas, se os usurpadores continuarem a se insurgir desta forma brutal, A Voz, acionará a UNASEV, que acionará ao Ministério Público e declinará o nome de cada usurpador que ocupa espaço na casa do terror.

A UNASEV com certeza pedirá o bloqueio das contas, a exibição de documentos de como conseguiram alguns bens em face ao salário que ganham, dentre outros mecanismos previstos por lei.

A escolha é deles!