quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

ESTÂNCIA VELHA/RS: VEREADORES APROVAM EMPRÉSTIMO DE R$ 1 MI, PARA PREFEITO AUMENTAR O IPTU


Com oito votos favoráveis e um contra, a Câmara de Vereadores aprovou um empréstimo para o prefeito fazer o recadastramento imobiliário dos munícipes, que resultará no aumento do IPTU, provavelmente, já para o próximo ano.

É verdade que esta medida deve ser tomada, mas, como é de praxe, o executivo não diz antecipadamente aos vereadores como será feito este aumento e como é de praxe também, eles sempre aceitam o verbo do prefeito e secretários que via de regra, não cumprem o que dizem.

Neste quesito, o maior problema será o índice de calculo, que com certeza não será avaliado a condição financeira do contribuinte devido a necessidade do executivo em fazer mais caixa, gastar o que tem e o que não tem, e os vereadores não tomarem qualquer providência para saber onde está a sangria e como fazer com que o prefeito a estanque.

Segundo o vereador Carlito Borges, o único voto contrário que teve o apoio da UNASEV- União Das Associações De Estância Velha, hoje quem paga, a exemplo; R$ 100 poderá passar para R$ 1 mil.

Dudu - Mana - Muga - Sônia - Luciano - Gringo - Saci e Cláudio, foram os votos favoráveis e incontestes sobre como este aumento será feito. Além disto, a vereadora Mana em especial, que disse estar a frente do pedido de informação sobre o desvio de R$ 600 mil, feito pelo prefeito de um fundo de reserva para o Meio Ambiente, regido por lei federal, também não se posicionou contra.

A presidenta da casa, também já foi avisada pelo presidente da UNASEV de que as contas do exercício 2011 do prefeito foram rejeitadas e só depende dela, pedir ao TCE - Tribunal de Contas do Estado, o relatório, que, se os vereadores quiserem, poderão cassar o prefeito por improbidade administrativa, mas, ao que parece, ninguém está interessado no assunto e mesmo com todo este cenário que depõe contra a atual administração, os vereadores continuam dizendo amém aos quereres do executivo, que ignora os pedidos de providências da casa, sendo que alguns destes, já estão fazendo aniversário e até de 2 anos sem nada ser feito.