sábado, 14 de fevereiro de 2015

TOCO NO BANCO DOS RÉUS... MAIS UMA VEZ!


O ex-prefeito de Estância Velha, o conhecido Toco, está mais uma vez no banco dos réus.

Mais uma vez, porque versa sobre a mesma matéria, ao qual Toco, no tapetão, conseguiu aprovar suas contas junto ao TCE - Tribunal de Contas do Estado, depois de muitos e muitos recursos tentando provar que a suntuosa verba de publicidade destinada a um único jornal, fosse, definitivamente, aceita pelo órgão, que mesmo assim, aprovou as contas do ex-prefeito, com ressalvas.

O TCE , no entanto, faz apontamento relativos as gastos de um gestor público e, se for o caso, o efeito condenatório cabe a câmara de vereadores, ou, uma representação judicial sobre o fato.

Por conta desta pendência, é que toco não concorreu novamente a prefeito da cidade de Estância Velha/RS em 2012, pois aguardava uma posição favorável do órgão que veio somente depois do período hábil para inscrição de candidatura.

Toco, que mesmo com sua muita influência junto ao eleitorado, não conseguiu eleger seu sucessor em 2008 e, em 2012, o fracasso se repetiu, fato este que possa ser conjugado com o evento das eleições de 2010, quando o ex-prefeito tumultuou o pleito eleitoral, para conseguir votos para seus candidato a deputados; estadual e federal, prometeu voltar, o que não aconteceu, pelo já exposto.

Em 2014, Toco repetiu a dose, desrespeitando inclusive seus companheiros de partido, em especial, o candidato que ele mesmo bateu de porta em porta, Pedrinho, que aguarda o desfecho do processo de cassação do atual prefeito, para assumir o cargo.

No entanto, ao que parece, a população já não deu tanto crédito ao seu amado, pois, seus novos candidatos, obtiveram na cidade, a metade dos votos da eleição anterior para os mesmos cargos, mesmo que com a desgraça da atual administração, Toco, para angariar votos, prometeu voltar em 2016.

Este feito do ex-prefeito, também pode comprometê-lo, afinal, fez propaganda eleitoral antecipada e, de igual forma, prejudicar seus candidatos eleitos.

De volta ao começo, alguém, não deve ter gostado da aprovação das contas de Toco e ingressou com um IC - Inquérito Civil, que depois dos trâmites, foi acolhido pelo Ministério Público e agora, é processo judicial, que deverá ter audiência em março.

Toco, através de seu advogado, tentou fazer com que o processo tramitasse em segredo de justiça, no entanto, a juíza Rosali, deu o seguinte despacho:

"Os fatos que motivaram o ajuizamento desta ação estão bem delineados na inicial e encontram respaldo na documentação apresentada. Não há razões para que eventuais condutas que não se coadunam com atividade pública, sejam investigadas de forma sigilosa. Indefiro, pois, o pedido de segredo de justiça".

Em sendo assim, o processo de número, 095/11200027430, está a disposição de todos os interessados em acompanhar o andamento processual de Improbidade Administrativa do ex-prefeito, que, se condenado, poderá lhe render, a inegibilidade por oito anos.

Toco, com sua habilidade política e argumentativa, poderá andar pelas ruas com o parecer do TCE, mas, a ação impetrada, não se remete apenas a valores, mas sim, a todo esquema de repasse de verbas a apenas um jornal de circulação semanal na cidade e, devido a consistência do IC, ao qual A Voz teve acesso, como disse a própria juíza, a documentação é deveras respaldada.

Desta forma, Toco, terá mais uma vez de adiar sua volta ao cargo de prefeito de Estância Velha, pois, além deste processo, outros estão a caminho, além disto, o ex-prefeito, já não encontra unanimidade dentro do diretório municipal de seu próprio partido; o PT.