sexta-feira, 20 de março de 2015

RS: SARTORI ANUNCIA UM CAOS QUE NÃO EXISTE PARA FAZER MANCHETE EM SUE TENTATIVA DE REELEIÇÃO


O recém governado eleito do RS, que em campanha jamais apresentou um projeto de governo e, de certa forma escondeu seu partido com o slogan: O meu partido, é o Rio Grande, antes de se preocupar em dar soluções para o estado, está preparando um enorme frentão, político partidário para tentar garantir sua reeleição.

A estratégia maquiavélica do momento, é mostrar um estado falido que o PT deixou e que com isto, para poder arrumar a casa, teve de fazer cortes profundo e necessários. Mentira pra enganar tolos e isto é o que não falta no estado que se diz o mais politizado do país. Imagine-se se não fosse.

O anúncio em cortes de cargos em comissão também sinalizam que a situação catastrófica do estado, se deu pelo loteamento de cargos feitos no governo PT, para também levar isto como propaganda de seu governo lá na eleição de 2018.

Sartori e sua turma, podem não saber o que fazer com o estado, mas, estão sabendo muito bem fazer um marketing antecipado para ser veiculado logo ali adiante.

O objetivo principal agora, é fazer caixa e, enquanto isto, divulgam o caos, para daqui a pouco, anunciar que arrumaram a casa e agora podem investir no estado e em políticas públicas.

Porém, enquanto isto, quem paga com a desgraça anunciada por Sartori, é sem sombra de dúvidas: o funcionalismo, a saúde, a educação, o micro-empresário e outros tantos setores, tanto da maquina pública, quanto da iniciativa privada e a sociedade como um todo.