segunda-feira, 19 de outubro de 2015

EST. VELHA/RS: CORAL CANTO UNIÃO - A SOBREVIVÊNCIA PELO AMOR AO CANTO DE SEUS INTEGRANTES - PARTE 1



O canto coral é uma arte que remonta séculos e passou por várias nuances e aprimoramento.

Mais difundido dentro das igrejas, os corais saíram destes umbrais e chegou até no rock. Um dos exemplos desta difusão e dimensão, está no Opera Rock The Who na canção "A quick one, while he´s away; Pink Floyd popularizou álbuns temáticos como The Dark Side of the moon  que durante anos ficou no imaginário dos fãs e somente há algum tempo depois foi divulgado pela banda que se baseava em "Alice no país das maravilhas". E a Opera Rock Hair que também saiu dos palcos da Broadway e adentrou as telas de cinema no mundo.

Fazendo esta breve ilustração, vê-se que a utilização de vozes sincronizadas ou sincopadas na regência do maestro, provem encanto e porque não dizer, a elevação do espirito, da alma.

O Coral Canto União, atravessou gerações, viajou por vários lugares e por onde passou, encantou.

Num processo quase que simultâneo após o início dos anos 90 e com uma mudança praticamente radical, no cenário musical, e pela falta de incentivo, na família, nas escolas e investimentos do poder público, muitos destes desapareceram e a continuidade de corais voltou para os umbrais da igrejas.

O Coral em questão no entanto, parece ter ignorado todo este cenário e no governo Toco, recebeu o incentivo necessário para seguir com suas apresentação.

O Canto União, leva o nome da sociedade, que, por sua vez, também, já no final dos anos oitenta começou a passar por dificuldade, sendo hoje na cidade, um elefante branco quase sem serventia.

Desta forma, o que poderia ser seu estandarte para sua perpetuação, o coral, também não recebe qualquer incentivo da sociedade e, para não parar, os integrantes do coral arcam de seus próprios bolsos recursos para suas apresentações em festivais, dentro e fora do estado; o que é lamentável.

O louvável porém, é saber que o Coral Canto União vive e sobrevive, somente e tão somente pelo amor a arte de cantar e encantar, de seus integrantes.

Marco Henrique Prade


Nenhum comentário:

Postar um comentário