sexta-feira, 8 de abril de 2016

A FORÇA DO EXEMPLO NA FORMAÇÃO DO CARÁTER - Por Milton Pinheiro

Nada é mais contagioso que o exemplo”. Francois La Rochefoucauld. Escritor francês 1613/80, ou “O bom exemplo constitui o melhor e mais eficaz sistema de educar os filhos”. Rabi Yaacov ben Shimon – Pensador Judaico, são pensamentos centenários que dia a dia fomentamos como verdades absolutas, decorrentes não só da observação empírica popular, como também de aprofundados estudos da personalidade humana nas mais renomadas cátedras.

Na vasta constituição da personalidade humana, o caráter se apresenta como a face exterior da personalidade, expondo as características de um modo de ser.  Assim, como uma espécie de marca registrada de comportamento do indivíduo.

Portanto, caráter traduz características éticas e morais de uma pessoa, sua forma de se comportar em relação a si mesmo e em relação ao seu meio familiar, social, profissional, religioso, e, num ambiente mais alastrado, expõe sua índole comportamental em relação a toda sociedade, em relações as questões culturais, políticas, econômicas.

Caráter, em suma, é a presença de virtudes e vícios, naquele eterno embate interior, que constrói seus certos e errados.  Embora sem consenso, há entendimentos que uma parte do caráter pode ser lapidado, tal qual uma pedra preciosa, pela educação e pelos exemplos, bons ou maus.

Nunca nosso país conviveu com uma crise tão intensa de caráter, qualquer que seja a área de intervenção humana. Nas responsabilidades, a virtude deixou de ser obrigação para travestir-se no malabarismo das justificativas, ancoradas na certeza da impunidade.

A improbidade deixou de ser vergonhosa para tingir-se de esperteza, alcançando a pecha de verdadeira “disgrazia sociale”. Sedimenta-se a cultura da impunidade porque o desapego à ética e a moralidade, como antítese da dignidade, sempre encontra eco na pobreza ética, transfigurada em pífios argumentos jurídicos.

Os exemplos torpes, que fatalmente deformarão o caráter de milhões de brasileiros, estão expostos na mídia e se aconchegam em nossas casas com uma naturalidade que alucina aqueles detentores de um mínimo de verticalidade ética.

Estamos vendo ser fomentada uma espécie de caráter que constrói a mais deslavada impunidade, sob o exemplo da negociata, onde prevalece o milenar sistema de trocas.

Milhões de brasileiros estão passando a ter a convicção que a responsabilização de qualquer agente político pode ser contornada se ele possuir a moeda de troca certa e oportuna.

Hoje, esse é o grande legado que a república brasileira deixa de exemplo à formação do caráter de milhões de brasileiros.

Esteio, 08 de abril de 2016.

Milton Pinheiro
Advogado.


Um comentário:

  1. O Povo Brasileiro para sair desta crise deve apenas olhar para dentro de si mesmo e em momento especial que ficou "fora de moda". A solução para tudo isto certamente não virá nesta geração, porque nós conseguimos a façanha de atingir um nível de conhecimento Tecnológico de Mil Anos em um, mas.... precisaremos quem sabe mais mil para evoluir positivamente e aprender que definitivamente, para viver em Paz e Harmonia, só respeitando DE VERDADE uns aos outros e que NINGUÉM ESTÁ ACIMA DE NINGUÉM além de Deus.
    ACFR

    ResponderExcluir