sábado, 7 de janeiro de 2017

SÍNDROME DO NINHO VAZIO - Por Ana Angeli


Já na infância, vivendo rodeados de muitas pessoas...família, amigos, vizinhos, todos interligados por um elo de amor.

Os anos passam,crescemos, namoramos, casamos, constituímos família...

A chegada dos filhos enche nossas vidas de responsabilidades, preocupações que serão eternas, mas também enche nossos lares de luz!

Novas descobertas com as descobertas dos nossos pequenos...

E o tempo continua à passar!

E ai, ficarão as lembranças dos dias felizes, com a casa cheia, com nossa vida transbordando a alegria dos filhos, amigos, vizinhos e familiares.

Tão rápido, que logo serão nossos filhos que começarão à namorar, irão casar, e nos deixarão com aquele sentimento de vazio.
Bem vindos à síndrome do ninho vazio!!!

Nesse momento em que nos encontramos sós, nos perguntamos: " Que sentimento é esse? Porque sinto essa tristeza, esse vazio que parece tomar conta do meu ser? Será depressão?"


NÃO!

Mas vai passar?

Quanto tempo vai durar?


E viva a continuidade da vida que nos proporciona termos vontade de continuarmos aqui!

Durará o tempo necessário do amor de nossos filhos procriar e nossos netos chegarem, enchendo novamente nossos lares de luz!

Os netos tem o dom de preencher essas lacunas da saudade deixadas por nossos filhos.





Ana Angeli
Acadêmica Serviço Social

Nenhum comentário:

Postar um comentário