segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

TRENSURB/RS: A INVISÍVEL GUARDA METROVIÁRIA

Os transportes de massa, sem sombre dúvidas trouxeram muitos benefícios aos usuários no mundo inteiro.

É óbvio que os existentes no Brasil não se comparam aos de primeiro mundo e depois de décadas, ainda estamos engatinhando no que diz respeito ao transporte de linha férrea.

Ainda que possa ser mais rápido e entre outros benefícios, em Porto Alegre/RS, a exemplo, o metrô de superfície sofre alguns percalços que já deveriam ter sido resolvidos; a começar pelo fato de não ter sua frota completa com ar condicionado e, como não poderia ser diferente, as superlotações em horários de pico.

Por conta disso, muitos descalabros acontecem: assédios sexual, furtos e outros; seja no trem ou nas estações, estatísticas estas, que não são reveladas mas estão aumentando.

Para minimizar este problema, entraria em ação, a Guarda metroviária. Porém, isto não acontece e muitos usuários, em especial, as mulheres, tornam-se alvos dos maus intencionados de toda a sorte.

A população têm reclamado sobre a ausência da Guarda Metroviária, que via de regra, só aparece aos finais de tarde na estação mercado, centro de Porto Alegre.

O trecho porém, que o metrô percorre, vai até a cidade de Novo Hamburgo, onde estes fatos tem acontecido com frequência e, de igual forma, aumentado.

Por conta disto, muitos usuários estão mais atentos e até sendo solidários quando percebem a movimentação de maus elementos e acabam acolhendo aquela que poderia ser uma vítima fatal.

Desta forma, o que deveria ser o papel desta Guarda, está sendo realizado por pessoas comuns sem preparo algum, mas que também se sentem ameaçadas dos possíveis danos que possam advir e estão se solidarizando umas com as outras, formando grupos para que os maus elementos se dispersem ou desistam da ação criminosa que iriam cometer.

A Guarda Metroviária existe, mas é invisível aos olhos dos usuários e é ponto positivo para quem está mau intencionado. Os fatos vem se somando e mesmo assim, a TRENSURB não está tomando nenhuma atitude para dar seguranças aos milhares que dependem ou usam o metrô como meio de transporte de deslocamento na grande Porto Alegre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário