quinta-feira, 18 de março de 2010

BECO QUASE SEM SAÍDA ZÉ

É Zé, a coisa tá preta! Dum lado, o “executivo” perdido que nem cusco em tiroteio. O carná pra quem curte, já foi trocado a data. No país inteiro será no mesmo período, só em EV que não. A qualquer custo querem jogar tuas festas populares lá pro elefante branco, (ao preço de quase 4 mi), sem infra alguma e muito menos, facilidade de acesso. Isto Zé, que tinha terra de graça ou quase e melhor localizada, mas os caras não quiseram. Por que será? A folha de pagamento, por conta do aumento demagógico dos 10% ao funcionalismo e a distribuição de cargos a bandeira despregada aumentou em cerca de R$ 2,5 mi, dentre outras coisas mais, que engessaram o orçamento. E ainda tem gente aplaudindo Zééé! Deve ser porque não se deram conta de quanto será à conta destes desatinos; agora e no futuro. Mas, no momento, todos os olhos estão voltados ao “legislativo”, inoperante e incompetente que resolveu fazer da casa que diz que é do povo, a casa deles; mandando e desmandando em prol deles mesmos, ignorando o povo e os atos do “executivo”, que seria obrigação deles; fiscalizar. Quer dizer: sabem o que está acontecendo, mas como estão tão cegos e voltados aos seus interesses, a barcaça do “executivo” navega em águas mansas momentaneamente. A única palavra de ordem que os caras da Av. Brasil têm é: aprovar o tal projeto escandaloso; custe o que custar.


O movimento encabeçado pela “caixa de supermercado”, valorosa cidadã, ganhou as ruas, a mídia e a adesão do empresariado local, que já não era sem tempo, afinal, o tema é pertinente a todos e, em bem verdade, tal adesão é quem sabe, uma resposta ao famoso feriado da igreja católica que os sem noção da Av. Brasil aprovaram, contrariando o empresariado, ao qual neste sentido, concordo com a classe. A adesão foi bem vinda é claro. Agora, pedir em seu manifesto a derrubada do tal fundo especial, pouco adiantará, afinal, se tivesse havido um planejamento criterioso nas contas públicas, esta grana pouco faria diferença. Como não fizeram; qualquer centavo é muita grana.

Pra terminar: a sessão do pós recesso desta terça, 02/02, poderá estar comprometida. Porque os “vereadores” se deram ordem de que cada um deveria durante o recesso, angariar no mínimo 20 pessoas para lotar a câmara e estes se mostrarem favoráveis ao projeto. Tem que ser muito cara de pau e se dispor a fazer isto, o que eu não duvido, até porque tem muita gente querendo disputar esta boquinha e mamar na tetinha. Já uma outra fonte, diz que provavelmente eles não tocarão no assunto nesta sessão, o que seria o mesmo que tirar o povo prá otário, afinal eles ainda tem trinta dias para mexer neste tema escandaloso. E o Tomé ainda disse que era agitação política o ato legitimo da população. Agitação é o que eles estão fazendo com maior cara de pau e ainda buscando em seus “nichos” eleitorais o “apoio” de pessoas que se aceitar, eu as julgo sem escrúpulo algum; lotar a câmara e apoiar esta indecência.

Beco quase sem saída Zé; pode acreditar. O “executivo” já ferrou o orçamento, sabe lá Deus até onde estará ferrado. O “legislativo”, tá fazendo o que você tá vendo e ainda, pela insanidade deste ato, que se concretizado, poderá colocar a população em polvorosa. No entanto Zé, caso nada ou quase nada mude, o apocalipse, em EV, se dará antes da louca profecia, que já virou até filme. Em EV, está marcado para outubro de 2012, nas urnas, só que; o buraco negro que será deixado nas contas públicas é algo a ser considerado... mas isto Zé... é outra história. Até lá, convivamos com estes que aí estão. Que em campanha, juraram de mãos e pés juntos que iriam trabalhar para o povo e pelo povo. Pinóquios!