quarta-feira, 17 de março de 2010

PARA O MUNDO QUE EU QUERO DESCER

Ta loko! Vê se eu não tenho razão?! Os caras lá do congresso, aprovaram a tal PEC que vai colocar mais uma porrada de “vereadores” dentro das câmaras, seus cabos eleitorais. Lá mesmo, tramita PL que dará plenos poderes aos homossexuais e ninguém poderá se manifestar contra estas práticas, pior; poderá levar uma cana graúda. Judas Lula se dá em casamento com a igreja católica. A Yeda, pinta de bacana, pois como já se sabia, viraria em pizza a tal CPI, mesmo com irrefutáveis provas. O PSDB, de onde moro, “elege” um prefeito, mas quem manda é o PMDB, mortos vivos que chamam de paláácio aquele prédio velho e asqueroso que é a prefeitura. Metidos à bestas, se dão ao luxo de olhar atravessado ou nem olhar para quem não pactua com seus atos reacionários, mesmo sendo pagos com a minha grana. Valha-me Senhor, valha-me.


Na loucura do que os meus olhos vêem, meus ouvidos escutam e meus neurônios já cansados de se esforçar em depurar tanta barbaridade, entra o tal horário de verão. Dividindo opiniões, condições e situações. -Do lado dos bacanas, sobra horário pra pegar uma praia, uma piscina, um happy hour mais longo nos bons bares de Ipanema em Porto Alegre, dentre outros fetiches. -Do lado dos libertinos e amantes furtivos, a oportunidade das escapadinhas vespertinas sem levantar muita suspeita e ainda voltar pra casa com pose de senhor e senhora de família. Quanta hipocrisia! -E do lado dos menos afortunados, o Zé pega o busum, vai pra casa remendar aquela velha cerca, pintar o barraco, capinar o pátio e tomar uma pínguinha acompanhada de lingüiça ou mortadela pra relaxar, (Skol, Brahma Extra, Bohêmia e “um bom churrasco”, só no fim do mês, se der; depois de pagar os carnês das Casas Bahia e o fiado no mercadinho do bairro). A Zéfa, pega o busum também, atordoada só de lembrar que tem uma máquina ou tanque cheio de roupa pra lavar e tentar aproveitar o sol pra secar tudo, afora o tudo mais, que as Zéfas via de regra fazem. Em meio a toda essa maratona, não podem perder o capitulo chato das novelas das seis e sete, o manipulador jornal nacional e o outro capítulo mais chato ainda, novela das nove, tudo na Globo/RBS. Com sorte e alguma disposição restante, Zé e Zéfa, quem sabe, ainda irão brincar de papai e mamãe e as cinco da matina, (quatro em bem verdade), estarão prontos para mais um dia da mesma labuta de sempre. Ufa, que saco isso né? “Mas, Senhor: salve Zé, Zéfa e sua prole que nem sempre é pequena, porque em meio a todas estas mazelas, ainda mantém-se dignos e honestos”.

É, mas o pior mesmo ainda estará por vir. Quem comemora as festas de fim de ano a meia noite, está comemorando as onze. Quando termina o horário de verão, todos os jornais anunciam o quanto foi economizado, aí, “haja lexotan pra me acalmar”. Os caras dizem que foi economizado 4% de energia e dará para abastecer uma cidade com X habitantes. Porrrr favorrrr, temos mais de cinco mil municípios, mais de 180 milhões de habitantes e todo esse “esforço” só vai abastecer uma cidade? E de vez em quando, vem a notícia: A energia elétrica vai aumentar em X por cento. É mole malandragem? Se é ou não, eu ainda não sei, só sei que tenho que aturar isso também!

Por fim, dois eventos determinarão o final do verão. Independente de o horário ter terminado; o carnaval, (vale a carne) e o fatídico, desgastado e chato Garota Verão. Mesmo que o calendário mostre a entrada do outono, nem o Criador decidirá a mudança de estação no RS, mas sim... A RBS! E aí, tudo voltará ao “normal”. Ta loko! Tenho ou não tenho razão?

Para o mundo que eu quero descer! Desta nave desgovernada chamada terra, que até o seu Criador está largando de mão. Mas, se eu não conseguir descer, nos vemos semana que vem. Até lá, fica na paz, fica com Deus, que felizmente... Ele ainda olha por nós.