quinta-feira, 18 de março de 2010

TÁ TUDO DOMINADO

A situação “política” de EV está fora de controle desde o início do mandato dos dois poderes. Na Av. Brasil, Tomé assumiu a presidência e a guerra de beleza. Mas a guerrinha poderá ser minimizada, pelo presidente do PT ao dialogar com o do PSB. Disputa de vagas e mamar nas tetas do erário público é antigo e não importa se o (a) indicado (a) tem competência ou não; o negócio é mamar. Ao que soube ainda, Tomé abrirá as comportas das viagens, aquelas, dos “cursos” que só existem fora do estado e o mesmo é defensor também, de que cada vereador tenha um assessor. Se aprovado, mais grana sairá do cofre público, para os necessitados de uma tetinha pra mamar. Ele deve estar copiando o executivo que está inchado de tanto CC. Ironicamente, a maioria do PMDB. Mas, como o Zé não se interessa em saber onde sua grana é gasta, a farra continuará, seja na Av. Brasil ou no outro lado da praça. Em citando este outro endereço, o vice que quer ser o prefeito deu um canetaço proibindo o evento automotivo. Grande coisa! A rapazeada já não tem o que fazer e ainda tiram deles algo que era a sua curtição. Isto vai dar problema! Cê já percebeu que estes caras parecem não gostar de nada, principalmente no que diz respeito ao que a administração anterior incentivava? O vice não sabe que a cidade não tem nenhum tipo de fomento cultural e, o politicamente correto é: para se tirar algo, é preciso oferecer a alternativa melhor? Tá tudo dominado mesmo. Já o prefeito, disse: “a população agora sabe onde seus impostos são aplicados.” Referindo-se à compra de veículos. Porém, não disse que os caminhões foram comprados com empréstimo e obviamente acrescidos de juros. Já os outros, ao que sei, é dinheiro carimbado ainda na administração anterior; é verba federal. Mas, os caminhões, não deixaram o secretário de obras feliz. Ele disse que deram a carroça, mas não deram os bois; referindo-se a retro escavadeira que é o que mais precisa. Parece que não consultaram o secretário. Agora, o que o povo quer mesmo saber; é onde foram parar os cerca de 60 milhões do ano passado que se esgotaram antes do término de 2009. Fizeram grande alarde que economizaram aqui, ali e acolá e mesmo assim, faltou grana. Os 600 paus que o Hansen devolveu, acabou indo pra folha do funcionalismo. Onde foi parar a grana, já que economizaram tanto e agora falta pra tudo?


Pra terminar: Dizem que a UBS Nova Estância será concluída até o final do ano. No entanto, no local da obra ainda não estava à placa descritiva: Engenheiro responsável, custo, prazo e etc. 120 paus desde o início do ano passado já estavam no cofre; grana do governo federal. Outros 170 ficam a cargo do município, que em bem verdade, só a arrecadação de IPTU do bairro, paga esta diferença e ainda sobra grana, ou seja: a obra já deveria no mínimo, estar avançada.

É, tá tudo dominado mesmo! Um mente daqui, outro dali. Um quer mostrar força daqui, outro dali e o povo a mercê de tudo isso. Pior; anda triste e cabisbaixo. O cabisbaixo deve ser por estarem em constante oração pedindo aos céus que tudo isto passe logo. E, para quem está “acreditando” no fim do mundo em 2012, é certo que preferem o fim, a continuar vendo as trapalhadas deste “legislativo” e “executivo” que estão aí.