segunda-feira, 10 de maio de 2010

O CARA

Pois é, ainda que contrariando uns poucos, aqueles, que nem com visíveis milagres aceitarão o metalúrgico como O CARA, que deu uma nova cara ao país. Aquele país, que só era conhecido pelo carnaval e futebol e, aquele mesmo país, que não tinha credibilidade e tampouco respeito pelos todo poderosos do G8, que, ironicamente, a maioria se encontra em sérias dificuldades econômicas, hoje, render-se ao CARA. Na verdade, o Brasil não era respeitado por praticamente ninguém, nem mesmo por seu próprio povo. No entanto, um semi-analfabeto, vindo dos recôncavos do nordeste, é O CARA com mais prestígio no mundo. E quem diz isto? A também mais conceituada no mundo; a Revista Time! Para quem não sabe, numa comparação superficial; a Time está para os USA, como a Veja e Isto É, estão para o Brasil. E se a Time disse, está dito! Porque ela não circula apenas nos USA, mas em boa parte do mundo e não é para leitores americanos fora de seu país, é para empreendedores, governos e etc.

Antes mesmo da Time, Le Mond, La Tribune e outros tantos tablóides conceituados em seus países já faziam menção honrosa ao CARA; o metalúrgico. Que quando disse sobre a crise mundial entre 2008/2009, era marolinha, os economistas alarmistas caçoaram dele. A verdade, é que; foi mesmo uma marolinha! Porque o Brasil continuou crescendo e se desenvolvendo. Já neste episódio da Grécia, o jornal de maior circulação no estado do RS já publicou que: Os europeus foram irresponsáveis com suas contas e acrescentou: o Brasil está protegido desta crise. Ou seja: as medidas tomadas pela equipe econômica, o desempenho na balança comercial e outros tantos programas sociais desenvolvidos, dão ao país, um certo conforto nesta hora em que a Europa está em polvorosa. Como se não bastasse, o Brasil acena para a Grécia com uma polpuda quantia de ajuda, enquanto outros pensam em como se proteger do calote. Mas ainda tem gente que não consegue enxergar, quem fomos e quem somos neste cenário mundial na atualidade.

Os investimentos de uma classe difícil de lidar, por estarem sempre reclamando, (empresários), ainda que, com suas razões, perceberam que pegar carona com O CARA, era e é, a certeza de que a chegada onde quer que seja será bem sucedida. Não posso deixar de mencionar os políticos das diversas correntes partidárias sensata, associando-se ao CARA.

A indústria da fome e da seca tem seus dias contados, onde por décadas, foi palco e cenário de “políticos” inescrupulosos que se valiam da miséria humana, para atender seus interesses pessoais. De igual forma, o analfabetismo, logo, logo, será apenas mais um tema da história do Brasil. Analfabetismo este, que interessava em muito, uns poucos, para melhor manipular a maioria ignorante.

Dados concretos mostram que o Bolsa Família, reduziu drasticamente a evasão escolar e aumentou o índice de aprovação. O mesmo Bolsa Família que no período da dita crise mundial, fez a roda da economia brasileira girar. E alguns oposicionistas dizem que o Bolsa Família não passa de uma esmola. Que seja; considerando-se o fato de que nem isto os desgraçados tinham.

Micros, pequenos e médios empresários, assim como a agricultura familiar têm um tratamento diferenciado e podem vislumbrar expansão em seus empreendimentos. Num passado não muito distante, um ministro de economia, ainda no governo militar disse que as 100 maiores empresas do país eram as geradoras das riquezas, quando em verdade, sabia-se e hoje confirma-se, que as empresas de pequeno porte empregam 90% da população economicamente ativa do país e é quem de fato, enche os cofres da União, estados e municípios. Mesmo com tudo isto aos olhos de quem quiser ver, tem gente que se faz cega, por não aceitar, que seus diplomas, línguas e outros fetiches que dizem torná-los diferenciados, foi capaz de realizar as coisas que O CARA, está realizando. Curiosamente, usando do mesmo espaço de tempo que seu antecessor sociólogo, teve para fazer... e não fez.

Pra terminar: Definitivamente, O CARA provou que nem sempre um diploma ou um DR são sinônimos de competência e eficácia. Com seu jeito simples e despojado de preconceitos, resolveu dizer e fazer deste país continental; Um país de todos e de todas. Portanto, Luis Inácio Lula da Silva, mesmo para aqueles que rangem os dentes; É O CARA! Pronto e ponto.