quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Ela está iniciando bem a carreira: 'Virgem' vai levar 1,5 mi para ser deflorada. E se isto virar moda?

Como se fosse uma facanha sobrenatural e, nestas circunstâncias, é, a virgenzinha de Santa Catarina que ganhou repercursão mundial, está prestes a colocar a mão em uma bolada que pode ser comparada a uma loteria.

Um japonês se dispôs no leilão, a pagar 1,5 mi para para desvirginar a inocente jovem que teve esta brilhante idéia e com certeza recebeu o apoio da família.

Antigamente e até mesmo nos dias de hoje, muito embora poucas, levam a virgindade a sério e nutrem o desejo de se entregarem após o ato matrimonial a pessoa ao qual escolheu e foi escolhida para partilhar a vida a dois até que a morte os separe, que, convenhamos, esta retórica está mais para peça Shakesperiana do que a realidade presente ou os preceitos bíblicos orientados por Deus para este evento e para a conduta moral da mulher.

Como ela mesma declarou, seu objetivo era ganhar a mídia e também uma bolada, há que se convir, que ela ganhou a ambos e agora terá de cumprir com o ritual; deitar-se com um desconhecido, o que, (com todo o respeito as garotas de programa, que tem de fazer muitos malabarismos e se exporem de outras tantas formas para ganhar seu dinheiro na profissão mais antiga do mundo), ela não deixa de estar fazendo a mesma coisa.

Como ela mesma diz, que o corpo é dela e isto ninguém questiona, estaria fazendo isto também para investir em sua formação universitária. Claro que com todo este dinheiro, dará para fazer muito mais.

A questão que deve ser realmente levantada, questionada e analisada, são os porquês da atitude desta jovem, que preferiu este caminho, vender sua virgindade, do que entregar-se para alguém quando se sentisse preparada e fosse alguém especial para ela ainda que, não fosse duradouro.

Numa análise rápida, o que é possível entender nesta situação e aí também deve-se considerar a esperteza e sagacidade da jovem, é que quem sabe, ela em vendo como tem se mostrado as relações entre homens e mulheres, onde via de regra, a mulher acaba sofrendo mais nas decpções amorosas, tenha dito: "eu não vou entrar nessa, perco minha virgindade, mas quem me quiser, terá de pagar". E o resultado aí está.

Deve-se questionar ainda, que exemplo é este que tanto ela quanto a família estão dando a outras milhares de milhões de jovens que ainda são virgens e tem outra concepção sobre esta questão e também a outras tantas mulheres que tiveram suas decepções em seus relacionamentos mas ainda alimentam o sonho de encontrar alguém a quem possam fazer feliz e serem felizes?

A jovem ainda declara que parte desta bolada será usada em causas nobres. Talvez esta declaração seja para minimizar o impacto desta atitude que com certeza não deve ter agradado milhares de milhões de famílias no mundo. Mas, isto é algo que só o tempo dirá.

Por outro lado, deve-se também questionar os homens que participaram deste leilão: foi o ego calcado no poder econômico, o desejo de fazer algo que hoje parece inédito ou simplesmente depois do feito encher o peito e dizer: paguei caro, mas tirei a girgindade dela.

Mas tudo isto começou, quando ela se candidatou para participar de um documentário chamado: Vigins Wanted, sendo que, segundo o contrato, esta relação sexual não será exibida.

O que está feito, está feito e como ela vai lidar com este ato de hoje no futuro, somente o tempo dirá e fica aqui o registro de que ninguém se impressione de que logo, logo, ela estará colocando a mão em outra bolada para mostrar sua nudêz a uma revista masculina,(afinal, as fotos na web, parecem mais um ensaio fográfico do que apenas o registro de um momento cotidiano), assim como, participar de Talk Shows, programa de TV e tornar-se celebridade, tudo porque, sua vagina na bolsa do sexo, atingiu o valor de 1,5 milhões de reais.