quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Evangélicos protestam nas redes sociais contra “Salve Jorge”

A nova novela das 21h da Rede Globo, "Salve Jorge", mal começou está causando furor na internet - por motivos diferentes de sua antecessora "Avenida Brasil". O burburinho tem sido criado por evangélicos que querem boicotar o folhetim de Gloria Perez.

Para eles, a novela vai adorar um "ogum", o São Jorge - que também é um santo no catolicismo - e, por isso, segregária - ou seja, não respeita a diversidade religiosa. A Rede Globo, no entanto, afirma desde antes de a estreia da novela que "Salve Jorge" fala apenas do mito do guerreiro.

Mesmo assim, posts de manifesto que procuram a adesão de pessoas para um boicote à trama crescem nas redes sociais. Eles afirmam que os evangélicos, que acreditam em Jesus, não devem ligar a TV na emissora no horário.

Diversos pôsteres foram criados pelo site exercitouniversal.com.br, formado por fiéis da Universal, do qual o bispo Edir Macedo, da Rede Record, é líder. Eles pregam o boicote à trama.

Em seu blog pessoal, aliás, o bispo afirma que as pessoas não podem aceitar uma produção audiovisual que vá contra a fé delas, referindo-se à novela da Rede Globo. No entanto, ele promove a minissérie de sua emissora, "Rei Davi", cuja reprise se iniciou nesta semana na Record.
 
Fonte: Papelpop Conteúdo

A Voz Comenta:

Onde está a novidade para Edir Macedo se as novelas da Globo, em especial ás das nove da noite, sempre foram recheadas de mistícismos e principalmente; sexo, libertinagem e traíção permeiam o eixo dos folhetins exibidos.

Qual, por mais ignorante que possa ser, não percebeu que ao anunciar a nova novela, já era previsível que andaria por este caminho.

No entanto, ninguém é obrigado a assistir e, por outro lado, o bispo deveria respeitar, não a novela, mas a crença de outros tantos que seguem as religiões afro-descendentes.

Se o folhetin explora esta faceta, as muitas vertentes ditas evangélicas, tem se valido da fragilidade humana para lotar seus cultos e realizar 'milagres', o que com certeza, poderia ser questionado por estes que cultuam a Jorge ou, São Jorge.