terça-feira, 9 de outubro de 2012

Ex-tecladista do Yes, Rick Wakeman faz show em SP e Porto Alegre em novembro

O ex-tecladista da banda de rock progressivo Yes, Rick Wakeman, fará dois shows no Brasil em novembro.

Ele se apresenta em Porto Alegre no dia 20 de novembro, no Teatro Bourbon Country, e em São Paulo no dia 21 de novembro, no Teatro Bradesco.

Os ingressos para o show de São Paulo já começaram a ser vendidos e variam entre R$ 60 a R$ 260 (valores de entrada inteira). Eles podem ser adquiridos através do site ou telefone da Ingresso Rápido ou da bilheteria do Teatro Bourbon.

Já para o show em Porto Alegre, os ingressos variam de R$ 80 a R$ 180 (valores de entrada inteira). As vendas se iniciam em 11 de outubro pela internet, telefone e bilheteria do teatro (confira o serviço completo abaixo). De acordo com a legislação da capital, haverá meia-entrada somente para idosos.

Acompanhado dos músicos Dave Colquhoun (guitarras), Ashley Holt (vocal), Nick Beggs (baixo) e Anthony Fernandez (bateria), ele irá apresentar os principais hits do rock progressivo e suas obras mais marcantes.

Nascido em 1949, Wakeman já colaborou com artistas como David Bowie, Cat Stevens e Al Stewart. Seu primeiro álbum com o Yes foi "Fragile" (1971).


"Rick Wakeman é considerado um dos pais do Rock Progressivo e do Rock Sinfônico. Wakeman é um tecladista brilhante, sendo considerado por muitos, como as mãos mais ágeis dentre todos os tecladistas. Utiliza pianos acústicos, elétricos e eletrônicos; sintetizadores; Minimoog; Mellotron; todos os tipos de teclados; órgãos, órgão Hammond; clavicórdios e tudo que tenha teclas".



Journey to the Centre of the Earth é o título do terceiro álbum do tecladista Rick Wakeman, lançado em 1974. O álbum é uma adaptação livre baseada na novela do escritor francês Júlio Verne: Viagem ao Centro da Terra.

A gravação do disco foi realizada ao vivo no Royal Festival Hall, em Londres, na Inglaterra, no dia 18 de janeiro de 1974.

O álbum alcançou o primeiro lugar na parada inglesa e o terceiro lugar na parada estadunidense.

Rick Wakeman correu mundo com a apresentação ao vivo desta obra. No Brasil ele esteve no ano de 1975, e se apresentou no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, e em São Paulo, no ginásio da Porturguesa, acompanhado da Orquestra Sinfônica Brasileira e do coral da Universidade Gama Filho.

Na opinião de A Voz, esta é a obra mais relevante de Wakeman no pós Yes e consagrou definitivamente sua carreira solo no Brasil.

Na mesma oportunidade desta passagem pelo país, Wakeman se presente no Gigantinho em meio a platéia como um mortal qualquer para assistir a uma das etapas do então MPB Shell e se encantou com o que viu dos músicos brasileiros.

Assim, tanto para os saudosistas quanto amantes do rock progressivo, esta vinda de Wakeman a Porto Alegre, é uma ótima oportunidade para se reencontrar com mágico dos teclados, quanto apreciar o melhor do rock progressivo orquestrado nas mãos de Rick Wakeman.