domingo, 7 de outubro de 2012

Qual é a Cara do Brasil? O Yahoo quer publicar a história da sua cidade

O Yahoo! tem um novo canal: A Cara do Brasil se propõe a descobrir o país que pouca gente conhece para todo mundo. Assim, queremos ouvir a sua voz e as suas histórias sobre detalhes do país que sejam significativos dele como um todo: pode ser uma festa, uma pessoa, uma procissão, um monumento, um lugar histórico, um hábito de uma determinada região ou uma comida típica. A variedade é imensa. Envie sua história para o e-mail qualacaradobrasil@yahoo.com.br.

O importante é que a sua narrativa explique ao leitor o que é que faz com que a sua escolha tenha a cara do Brasil. Não tenha medo de entrar em detalhes, se isso for necessário! Você pode mandar imagens ou vídeos, se achar que isso ajuda a construir a imagem que você quer passar.

Lembre-se: ao escrever seu texto, você estará apresentando um pedacinho do Brasil para milhões de brasileiros que ainda o desconhecem. Coloque em seu texto toda a paixão que aquilo desperta em você e certamente seu texto vai ficar muito mais colorido e convincente.

Veja este exemplo de participação:
A Festa de São Tiago em Mazagão-AP  
Me chamo Eduardo Pereira e sou de Macapá, capital do Estado do Amapá. E vou falar da Festa de São Tiago, que ocorre em Mazagão, aqui mesmo no Estado. Trata-se de uma festa cujas origens remontam ao tempo que o Brasil era colônia e cristãos guerreavam com muçulmanos. Hoje, é um exemplo da nossa cultura.

Festa de São Tiago (Crédito: Site do Estado do Amapá)No século XVIII, numa colônia portuguesa no norte da África conhecida como MazagãoAfricana (hoje, a cidade marroquina de El-Jadida), portugueses cristãos e muçulmanos mouros frequentemente se enfrentavam em uma disputa por causa das suas diferenças religiosas e pelas terras.

Por volta de 1770, o secretário de Estado do reino português, Marquês de Pombal, ordenou que as famílias portuguesas que tinham sobrevivido aos seguidos confrontos fossem transferidos para outra colônia lusa. Cerca de 130 famílias foram levadas para a Capitania do Grão-Pará (hoje, estado do Amapá), onde fundaram a Vila de Nova Mazagão, demarcando a posse portuguesa na região então desabitada.

Em 1777, começou-se a celebrar uma festa em reverência a São Tiago e a reviver as batalhas entre cristãos e mouros. A festa continua até hoje e ocorre na segunda quinzena de julho, e a dramatização dos acontecimentos na África, que é feita por membros da comunidade, ocorre nos dias 24 e 25.

Para mim, esta festa tem a cara do Brasil. Ela une diferentes credos, raças e crenças numa celebração popular.

Mais informações no Site do Estado do Amapá